Uma dupla de respeito

Maikon Aquino e Claudio Maradona são responsáveis por mais de 50% dos gols do Americano na B1

Uma dupla de respeito

Grandes times do Americano tiveram como destaques jogadores de ataque. Talvez por isso, dois dos maiores da história do clube eram atacantes. Agora em 2018 dois atletas aparecem como candidatos para entrarem na galeria de ídolos. Autores de mais da metade dos gols da equipe na Série B1, Cláudio Maradona e Maikon Aquino começam a se entender perfeitamente em campo e são responsáveis pela sequência de sete vitórias seguidas na competição.

Já são oito gols de Aquino, o artilheiro do Campeonato, e três de Maradona. No geral, o time tem 21 marcados, a melhor marca entre todos os participantes nesta primeira fase da Taça Santos Dumont, o primeiro turno do Estadual.

Com características semelhantes, os jogadores confundem a defesa adversárias, revezando o posicionamento na frente. O entrosamento adquirido é comemorado pelos dois, que prometem mais gols para levar o Americano ao objetivo no final da competição.

“Em cada treino e principalmente em cada jogo, nos procuramos dentro de campo. Não queremos ser protagonistas e não temos disputas internas. Queremos apenas estar bem posicionados para aproveitar as oportunidades e a qualidade de cada um para ajudar sempre o time a conquistar as vitórias”, disse Aquino, que ressalta outra qualidade do seu companheiro de ataque. “O Cláudio é um excelente jogador, que se esforça para auxiliar na marcação e completa meu estilo de jogo”.

Os dois gols marcados contra Artsul e Angra dos Reis aumentaram a confiança de Maradona, que exalta a parceria com Maikon Aquino, sem deixar de elogiar os outros companheiros de time. “A gente vem jogando junto desde o início e nos últimos jogos procuramos ficar mais próximo um do outro. Estamos bem, mas todo o time também está. A tendência é melhorar ainda mais”.

De fora, o treinador Josué Teixeira comemora o sucesso dos seus comandados e vê no equilíbrio a resposta para esta sequência de sete vitórias seguidas na B1, que levaram o Americano as semifinais da Taça Santos Dumont, onde enfrenta o Friburguense nesta quarta-feira, dia 4 de julho, no Ângelo de Carvalho, em Campos.

“Montamos uma equipe ofensiva, com jogadores rápidos. Temos que valorizar a qualidade dos dois, mas não podemos esquecer que os atletas do meio também estão muito bem e equilibrando a equipe. O Aquino e o Maradona estão se entrosando e ajudando muito na função que são exigidos”, explicou o treinador.