Publicado em 28 de Abril de 2017
Americano vence Vasco por 2 a 1 e conquista Taça Guanabara

Título completa 15 anos e serve de inspiração para equipe que busca ascensão


Whatsapp

Americano vence Vasco por 2 a 1 e conquista Taça Guanabara

E hoje, dia 28 de abril completam 15 anos do título do Americano na Taça Guanabara. O time Alvinegro de Campos bateu o poderoso Vasco de Romário no jogo decisivo. Em uma campanha épica, a equipe ganhou dez jogos dos onze disputados. Craque do clube naquele ano, Luciano Viana exaltou o título vencido pelo Querido Glorioso diante do Gigante da Colina.

Em palavras ditas ao repórter Sidney Rezende, o atual diretor de futebol do Americano disse: "Jogar a decisão contra o Vasco, com grandes jogadores, como Romário, Euller, Léo Moura, Helton, e ganhar foi muito importante para a história do Americano e para a minha também. Foi um dia inesquecível", declarou.

Nas primeiras quatro partidas, o Americano mostrou que iria brigar pelo título. Foram duas goleadas, sendo uma de 3 a 0 no Olaria e outra de 4 a 0 no Bangu. Em seguida, veio o empate fora de casa diante do Madureira por 1 a 1. Mas, depois, só triunfos. O Alvinegro bateu dois dos quatro grandes de maneira consecutiva.

Apesar de Botafogo e Flamengo não estarem com os titulares, o atacante afirmou que isso não tira o brilho da façanha do Americano, que acabou campeão invicto do torneio. "Reserva de time grande é forte também. Isso não desmerece o título do Americano. Muitos desses times utilizavam e utilizam os reservas por estarem disputando a Libertadores, a Copa do Brasil. Naquela ocasião, o Rio-São Paulo era uma das prioridades. Mas, de qualquer forma, são jogadores de alto nível. O importante é que fizemos grandes partidas contra esses times e saímos vencedores no final", disse.

O Alvinegro de Campos derrotou o Botafogo, com autoridade, por 3 a 1. O Rubro-Negro sofreu mais: levou um elástico 4 a 1 dos campistas. A vítima seguinte foi o América, que perdeu por 2 a 0. O Fluminense também não resistiu diante da força do clube de Campos (2 a 1).

A conquista ficou próxima após um novo resultado positivo, agora sobre o Entrerriense por 3 a 2. O duelo contra o Vasco, que estava marcado para oitava rodada, mas tinha sido adiado, acabou coincidentemente definindo o vencedor do primeiro turno. Os dois times de melhor campanha se enfrentaram em uma "verdadeira final" na última rodada. Melhor para o Americano. Vitória por 2 a 1 com dois gols de Luciano Viana, que vibra até hoje com o feito.
 
"É um dos jogos mais marcantes da minha vida. Joguei na Europa, sempre jogando com grandes jogadores. Tive o prazer de jogar, inclusive, com o goleiro que foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2002: Oliver Kahn. Mas, sem dúvida, esse jogo é um dos mais marcantes da carreira", concluiu.

Confira as escalações do jogo que decidiu a Taça Guanabara de 2002:

Americano: Brás, Marcelo, Marcelão e Laerte (Washington); Felipe, Reginaldo, Wellington (Baiano), Pelica e Wederson; Luciano Viana e Camilo. Técnico: Gaúcho.

Vasco: Helton, Léo Moura, Géder, João Carlos e Edinho; Rodrigo Souto, Jamir (Cadu), Léo Lima e Alex Oliveira; Euller e Romário. Técnico: Evaristo de Macedo

Gols: Romário 40′/1ºT (0 – 1); Luciano Viana 20’/2ºT (1 – 1); Luciano Viana 23’/2ºT (2 – 1)

COMENTÁRIOS



APOIO

Americano Futebol Clube

Av. Professora Carmen Carneiro, Bairro Sétimo Distrito, nº 3446/3542
CEP 28081-250 | Campos dos Goytacazes | RJ

NMaster | Soluções em Tecnologia